O Amor é a alma da família

Plante a semente do amor em casa e veja-o florescer em atos de bondade pelo mundo à medida que sua família cresce no entendimento da importância de amar ao próximo.

A moça do caixa no supermercado tem uma carranca no rosto. Ela enganou-se duas vezes seguidas com os meus itens e irritada, anula-os.

“Eu aposto que este foi um dia difícil para você”, eu disse. “Aguente firme!” Ela tenta um sorriso, e suaviza a carranca. Enquanto coloco as minhas compras no carro, lembro como meus adolescentes costumam chegar em casa da escola, jogam suas mochilas no chão, batem portas e rosnam uma resposta às minhas perguntas.

Como você demonstra amor à sua família?

Quantas vezes podemos mostrar compreensão e paciência aqueles que mais merecem – os membros de nossa família – dizendo:

“Aposto que este foi um dia difícil para você, não é?”. Sabemos que em casa é o lugar onde o nosso amor pode fazer mais diferença.

Embora possamos nos esforçar para manter o segundo maior mandamento, como mencionado no evangelho de Marcos, “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”, em casa, a situação familiar pode complicar essa tarefa desgastando nossos nervos, oprimindo-nos e levando-nos a não demonstrar nosso amor a eles.

Pratique o  amor  na vida familiar!

Pratique o perdão

O perdão é uma poderosa manifestação do amor de Cristo, e será mais fácil seguir seus exemplos e amar aqueles que nos rodeiam, se pudermos perdoar. Devemos começar por nós mesmos: se aceitarmos nossas limitações e perdoar nossos próprios defeitos, estaremos mais propensos a perdoar as explosões de nossos filhos ou a impaciência do nosso marido.

Seja humilde

Outra forma de garantir que o amor esteja presente em nossa família é através da humildade. Quando assumimos a responsabilidade por, por exemplo, nosso mau humor que pode ter causado ou aumentado a discórdia na família, mostramos aos nossos filhos e cônjuge que os amamos, abandonando posturas orgulhosas e aceitando nossa natureza imperfeita.

Cuidado com suas palavras

Palavras duras têm uma vida útil longa. Elas corroem a nossa autoestima, ferem nossos sentimentos e nos deprimem. Tente rotular comportamentos e não pessoas e tente contar até 100 silenciosamente e vá saindo de cena quando palavras pejorativas começarem a querer sair de sua boca em velocidade vertiginosa.

Ocupe-se de seu espírito

Se, diariamente abastecermos a nossa própria “reserva espiritual” através da leitura das escrituras e orando com um coração agradecido, provavelmente teremos a orientação de que precisamos para responder adequadamente às demandas familiares em nosso próprio tempo, nosso espaço, mente e emoções.

Deus vai nos sustentar independentemente da situação, ajudando-nos a ser compassivos, respeitosos, compreensivos e gentis.

Às vezes, pode ser mais fácil demonstrar bondade a uma caixa de supermercado estressada do que a um membro da família. No entanto, o amor começa em casa.

O amor de Deus por nós é infinito e abrangente, e nós mostramos nosso amor por Ele quando permitimos que Ele seja o elo que mantém nossa família unida.

 

Conheça os inimigos da proteção:

Por Josué Gonçalves

“De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a tua Palavra. De todo coração te busquei; não me deixe fugir aos teus mandamentos. Guardo no coração as tuas palavras para não pecar contra ti”. (Salmo 119.9-11). 

  • As más companhias (A turma).
  • As tendências negativas da moda.
  • O lado negativo da mídia.
  • O uso errado da internet.
  • A música que não faz bem.

Coloque algumas barreiras protetivas no seu coração

Esteja sempre aberto para aprender. Aprenda principalmente com os erros dos outros, leve a sério a “prestação de contas”, a autoridade dos pais, mantenha seu nível de resistência alto, vida de oração significativa, leitura bíblica devocional, cultive relacionamentos enriquecedores,   Nunca brinque de se arriscar e cubra sempre seus pontos fracos.

 Faça o  teste do espelho sempre

A primeira pessoa que devo conhecer bem sou eu mesmo – Autoconsciência. Faça sempre uma introspecção. Cuidado com o EU-CEGO.

A primeira pessoa com quem devo me dar bem sou eu mesmo – Auto-imagem.

A primeira pessoa que me cria problemas sou eu mesmo – Autocrítica.

A primeira pessoa que preciso mudar sou eu mesmo – Desenvolvimento pessoal.

Diante das circunstâncias vivenciadas devemos sempre refletir sobre as máximas que ocorrem, verificar se as reações são de fato de uma pessoa que dá testemunho de uma pessoa cristã, portanto, viva com o pensamento sobre as coisas do alto, tudo o que é bom, nisso pensai.

Se avalie periodicamente e peça a ajuda do Espírito Santo para que se proteger do que não agrada o coração do Senhor.

Nós estamos meditando no capítulo 15 de Provérbios, olha que versículo interessante de número 13: “O coração alegre traz um belo sorriso ao rosto, mas, quando um coração está triste, o dia custa a passar.” Em outra versão diz: “O Coração alegre aformoseia o rosto” a nossa expressão facial revela o estado da nossa própria alma, há ainda um outro versículo que diz: “O coração alegre é um bom remédio” Pv 17:22.

O coração do cristão, do salvo, do convertido, da pessoa que teme ao Senhor, é um banquete contínuo.

Como vai o seu coração quando olham para a sua expressão facial?

“O coração alegre traz um belo sorriso ao rosto” (Pv 15:13). Alguém afirmou que a distância mais curta entre duas pessoas é um sorriso; quando você sorri, você retarda o envelhecimento porque contrai menos nervos da sua face? Como vai a sua alma a partir da sua expressão facial? O versículo 14 também é muito importante e diz: “Quem tem discernimento está sempre ansioso por saber mais, mas o insensato se alimenta de modismo e coisas fúteis.”

Olha que coisa interessante, o sábio, o prudente, o inteligente, está sempre ansioso por saber mais Sabe quais são as pessoas felizes, bem-sucedidas e que nunca param de crescer? Aquelas que nunca param de aprender, Steve Jobs fez uma afirmação que nunca mais esqueci: “Tenham fome!” não é fome de picanha, contrafilé, de bolo ou de pão, é fome de conhecimento. Eu estava lendo sobre um gênio da pintura e perguntaram para o biógrafo:

– O que você viu nesse gênio que te chamou mais atenção?

Respondeu o biógrafo:

  • A curiosidade dele!

A maioria das pessoas curiosas sempre querem saber mais, elas têm fome de conhecimento continuamente, quem tem discernimento?

Aquele que é sábio e inteligente, está sempre ansioso por saber mais, você é uma pessoa que tem fome de conhecimento? Você é uma pessoa que nunca para de buscar conhecimento? O dia em que você parar de aprender, vai parar de crescer; o dia em que você parar de aprender e de crescer deixará de ser um líder.

Guarde isso quem tem discernimento está sempre ansioso por saber mais, mas, o insensato se alimenta de modismos e coisas fúteis.” Outro versículo importante “É melhor comer pão amanhecido num ambiente de amor que uma picanha de primeira onde só há ódio.” Eu costumo dizer: não basta ter uma casa, é preciso ter um lar.

De que adianta um casal morar em uma grande casa, em um belo condomínio fechado, quem sabe em um bom apartamento, ou até mesmo em uma suntuosa cobertura à beira-mar, se não existe amor ali?

Sem expressões de afetividade, demonstrações de carinho e graça, o ambiente fica “feio”.

A Bíblia diz que:

“É melhor um pedaço de pão seco e paz que uma casa cheia de banquetes e conflitos.” (Pv 17.1)

Se fosse a minha versão pessoal, eu diria assim: “melhor morar em uma casa simples, em um quarto modesto, com uma cozinha sem sofisticação onde haja amor nos relacionamentos, do que morar numa mansão suntuosa, que abriga relacionamentos de ódio, maledicência e gritaria! Precisamos cuidar do coração, para ter uma alma saudável.

O amor, a afetividade, a graça, a presença de Deus, fazem toda a diferença. Vou repetir “É melhor comer pão amanhecido num ambiente de amor que uma picanha de primeira onde só há ódio.”a Bíblia diz no Salmo 27: “Se o Senhor não edificar  a casa em vão trabalham as que edificam, se o Senhor não guardar a cidade em vão vigia a sentinela”. É a presença de Deus na pessoa de Cristo que vai fazer toda diferença na sua casa.