Compartilhe!

Vamos entender para que foi escrito o livro de Provérbios, onde a sabedoria é ensinada, elogiada e incentivada. Muitos acham que o que está escrito na Bíblia tem como único propósito nos levar para o céu, por meio do acerto de contas com Deus para salvar a alma por toda a eternidade. Sem dúvida essa preocupação existe, mas não é a única. Há também um propósito de nos ensinar a viver neste mundo uma vida plena e saudável.

O próprio livro de Provérbios explica para que foi escrito:

“Provérbios de Salomão, filho de Davi, o rei de Israel. Para aprender a sabedoria e o ensino; para entender as palavras de inteligência; para obter o ensino do bom proceder, a justiça, o juízo e a equidade; para dar aos simples prudência e aos jovens, conhecimento e bom senso

. Ouça o sábio e cresça em prudência; e o instruído adquira habilidade para entender provérbios e parábolas, as palavras e enigmas dos sábios.”  (Pv 1.1-6).

A estratégia da literatura de comparação, de contrastes e detalhamentos usadas no livro despertam para a aquisição do conhecimento e incentiva ao estudo e reflexão, de maneira que quem aprende muda o jeito de agir, passa a compreender aspectos do que é certo e errado e do que é justo.

Se o leitor já for sábio, ele vai crescer em sabedoria e vai ficar mais prudente ainda e quem já está habituado a esse estudo pode compreender cada vez mais e se relacionar com outros sábios.

Sabedoria é o termo bíblico para se viver diariamente, “assim na terra como no céu”.

“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje;” (Mt 6.9-11).

A sabedoria é a arte de viver com desenvoltura em qualquer situação ou condições. Na prática, ela não está diretamente ligada à informação ou ao conhecimento; ser formado em uma universidade não garante sabedoria, nem é seu interesse principal afastar-nos dos pântanos morais, apesar de exercer um profundo efeito moral em nós. Ela ensina a honrar os pais, a criar os filhos, a lidar com o dinheiro, conduzir a sexualidade, trabalhar e exercitar liderança, usar bem as palavras, tratar os amigos com gentileza, comer e beber saudavelmente, cultivar emoções e atitudes em relação aos outros de modo pacífico, amarrado todos esses itens.

Nada, precede a Deus, nas prioridades. Provérbios, ao contrário de outros livros que estão focados na revelação do céu, concentra-se na prática do dia a dia. Eu diria até que ele é o mais prático de todos os livros da Bíblia. Mesmo em meio a um universo de textos inspirados, histórias, legislações, orações e sermões da Bíblia, Provérbios destila tudo em imagens e aforismo interessantíssimos que nos mantém conectados em santa obediência a regulamentação divina.

Salomão era conhecido por ser muito sábio!

O Rei Salomão foi a primeira celebridade internacional de Israel, conhecido por sua sabedoria e riqueza, ele estudou plantas, animais e tudo o que pode. Ele escreveu três mil provérbios e 1.005 canções (1Rs 4.32). Boa parte dos provérbios escritos no livro de Provérbios é de sua autoria. A palavra “provérbio”, significa, a partir de seu original, comparação, mas com o uso, toda frase de sabedoria ou com fundo moral (Ez 18.2; Sl 49.4) passaram a ter essa atribuição.

Os provérbios, ditados e ditos contidos em Provérbios trazem preciosas instruções sobre como viver uma vida que agrada a Deus e que traga benefícios aqui e até na Eternidade.

Há ensinamentos específicos sobre tolice, a bondade, a abundância de bens e a pobreza, a maneira sábia (ou não) de falar, os perigos do orgulho, as bênçãos da humildade, a vida correta, as brigas, a glutonaria, trabalho, preguiça, família, amigos e quase todas as áreas da vida estão ali retratadas de maneira a advertir e conduzir a todos sobre como agir.

Por isso, leitor a maneira como você responde às situações, revela o seu nível de maturidade e sabedoria, pois toda pessoa proativa e que coloca inteligência na suas emoções, só responde depois de contar,  pelo menos até 10, dependendo da situação, conta até 30, e se o caso for delicado, dorme sobre a questão e só dá uma resposta no dia seguinte.

É importante adquirir sabedoria através da Bíblia e com as experiências, por isso se dedique sempre e pense muito bem antes de reagir às situações.

“Não é bom proceder sem refletir, e peca quem é precipitado”. (Pv 19.2)

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira”. (Pv 15.1)

 


Josué Gonçalves


Compartilhe!
Colabore!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>