Topo
Topo
Radio
Loja virtual Reflexões Ministério Josué Gonçalves Eventos Parceiros Cursos Onde Comprar Blog
 
Família
Programa de TV
Programa de rádio
Fotos
Notícias
Equipe
Nossa Igreja
Eventos
Biografias
Encontro de Solteiros
Curiosidades
Esboços
Biografia
Fale Conosco
 
0076 - Conhecendo a maneira de pensar dos homens

Pergunta: COMO POSSO FAZER COM QUE MEU

MARIDO SE RELACIONE COMIGO

EMOCIONALMENTE? POR QUE ELE É

TÃO MISTERIOSO?

 

 A biologia tem um papel no vácuo de comunicação que existe entre os sexos. Algumas das diferenças entre homens e mulheres têm uma base física. E vital que você (e seu marido) entendam que os homens não podem mudar sua constituição física.

Existe uma diferença genética entre o lado direito e o lado esquerdo do cérebro nos homens e nas mulheres. Essa é parte da razão pela qual os homens são como são e por que você tem dificuldade em se comunicar com eles. Quando a criança nasce, o córtex do cérebro é mais desenvolvido nas mulheres do que nos homens. Quando bebezinhos, as mulheres reagem mais ao som da voz humana do que os homens. As mulheres são orientadas pelo lado esquerdo do cérebro e tendem a ter mais aptidões verbais. Os homens não. O lado esquerdo controla sua linguagem e aptidões de leitura. Ele colige dados e os reúne de forma passo-a-passo.

O lado esquerdo do cérebro da mulher se desenvolve mais cedo do que o do homem, o que lhe dá uma vantagem na escrita e na leitura. É por isso que tantos meninos pequenos não lêem ou escrevem tão bem quanto as meninas. Às vezes o menino pode construir um modelo complicado, mas não pode ler tão bem quanto a menina que é um ano mais nova. O lado direito do cérebro masculino se desenvolve mais cedo do que o feminino e durante toda a sua vida os homens são propensos a usar esse lado do cérebro com mais aptidão na área espacial, mas não na emocional. Por favor, lembre-se disso!

Durante a maior parte do tempo, os homens usam o lado direito dos seus cérebros com mais eficiência do que as mulheres. E o cérebro do homem é mais altamente especializado, o que entra em jogo ao montar um quebra-cabeça, consultar um mapa rodoviário, projetar um novo escritório, planejar a disposição de um aposento, solucionar um problema geométrico ou ouvir seleções musicais no sistema de som. A metade direita do cérebro não processa informação passo-a-passo como a parte esquerda. Em vez disso, ela processa padrões de informação. É a sede das nossas emoções. Ela já foi chamada o lado intuitivo do cérebro. Ela fará a ligação entre os fatos e chegará a um conceito. Esse lado olha a situação como um todo, e, como que por mágica, a solução aparece.

Se eu for um homem típico, usarei o lado esquerdo do meu cérebro para problemas verbais e o lado direito para tarefas espaciais. Se estou montando uma mesa nova que veio em diversos pedaços, uso o lado direito do meu cérebro para visualizar o resultado final. Assim, mudo de um lado para o outro. Estou vendo mentalmente como ela se encaixa. Se minha esposa, Joyce, me procura para discutir quem está vindo jantar conosco, estou respondendo com o meu lado verbal, o esquerdo.

A maior parte dos homens não usa todas as aptidões do lado direito de seus cérebros tão bem quanto poderiam. Sei que eu não uso.

Na média, a mulher é diferente do homem pela maneira como usa o cérebro. E isso lhe dá uma vantagem sobre os homens! Mas isso também é algo que pode frustrar o homem quando se relaciona com a mulher.

O cérebro da mulher não é especializado. Funciona holisticamente. As mulheres têm milhares de conexões nervosas adicionais entre o lado esquerdo e o direito do cérebro. O homem se alterna entre os lados do seu cérebro, podendo dar atenção mais focalizada ao que está fazendo. Mas a mulher usa os dois lados do cérebro simultaneamente para trabalhar um problema. As duas partes trabalham em cooperação. Por quê? Porque algumas das aptidões do lado esquerdo são duplicadas no lado direito do seu cérebro e algumas do lado direito no lado esquerdo.

As mulheres têm ligações maiores entre os dois lados do cérebro, mesmo quando be­bês, e, assim, podem integrar as informações com maior perícia. Elas podem se ligar em tudo o que está acontecendo ao seu redor. A espo­sa pode estar dando conta de cinco atividades ocorridas ao mesmo tempo enquanto o mari­do lê uma revista, totalmente alheio aos vá­rios problemas que estão acontecendo bem de­baixo do seu nariz. O resultado faz com que as mulheres sejam mais perceptivas a respeito das pessoas do que os homens o são.

A maioria das mulheres tem grande habilidade de sintonizar os sentimentos e de perceber a diferença entre o que as pessoas falam e o que elas querem realmente dizer. Este fato deveria ajudar a mulher a ter uma expectativa mais realista com relação à capacidade mascu­lina de percepção. O homem não capta todos os dados sensoriais que a mulher capta.

É por isso que a mulher pode recuperar algumas de suas funções após um derrame, ao passo que o homem fica limitado. A capacidade que ela tem de usar os dois lados do cérebro significa que o lado não danifica­do pode entrar em ação e começar a preencher o vácuo deixado pelo outro.

Tanto os homens quanto as mulheres têm a tendência de preferir um lado do cérebro ao outro, e isso afeta a maneira como a pessoa vê a vida e o trabalho. Os homens não mudam sua preferência ou dominância durante toda a vida, mas podem desenvolver as aptidões do lado menos preferido do cérebro.E lembre-se, nossa cultura tende a reforçar essas características e inclinações. Boa parte da di­ferença é reforço cultural, de expectativas e de perpetuação de estereótipos.

 

Escrito por:H. Norman Wright

Editora: Bompastor

 

---------------------------www.familiaegraca.com.br ------------------------

 

Seja um parceiro do Min. Família Debaixo da Graça

Se você tem sido abençoado com estas mensagens, nos ajude a manter o site e os nossos programas na RedeTV, aos sábados, nos enviando uma oferta de R$ 15,00. Se as 26.000 pessoas inscritas no site, nos ajudassem com R$ 15,00 por mês, poderíamos fazer muito mais em favor da família através do site, rádio e TV. Você pode ser um dos nossos parceiros. Basta enviar sua oferta através do:

 Banco do Brasil - Ag. 4246-3 - C/C 7485-3

(Associação Família Debaixo da Graça)

CNPJ 05591329/0001-98

 

 




Compartilhar  
   Comentar
     Nome    Comentário

  
  
 
    
     Email
    
     Site
    


  Ler Comentários    (0 resultados)
Comentários 0 de 0 - Total 0



<< Voltar >>

 



Reflexões

Categorias
Audio
Sexualidade
Família
Casais
Liderança
Mulher
Homem
Jovens
Teologia
Biografias
Ilustrações
Testemunhos
Cartas
Ministério

Família
Programa de TV
Programa de rádio
Fotos
Notícias
Equipe
Nossa Igreja
Eventos
Biografias
Encontro de Solteiros
Curiosidades
Esboços
Biografia
Fale Conosco
Josué Gonçalves

O pastor
Agenda
Videos
Fotos
Blog
Aprenda a Pregar
O Que Estou Lendo
Aconselhamento
Aconselhamento Respondidos
História
Fale conosco
Eventos

Participe
Encontro Nacional de Mulheres
Oficina do Amor
IV Encontro de Solteiros
Fazer Inscrição
Dúvidas
Fale conosco
Parceiros

Amigo da Família
Casa de recuperação de casamentos
Programa de TV
Programas de rádio
Congressos
Campanha do mês
Encontro de Casais
Projetos Sociais
Website
Institucional
Seja um parceiro
Loja Virtual
Fale conosco
Cursos

Curso de Casais
Conteúdo
Videos
Professores
Aulas online
Dúvidas
Inscreva-se
Fale conosco
Onde Comprar

Estados
Alagoas
Amazonas
Bahia
Ceará
Distrito Federal
Espírito Santo
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Minas Gerais
Maranhão
Pará
Paraíba
Pernambuco
Rio de Janeiro
Rio Grande do Sul
Santa Catarina
São Paulo
Paraná
Copyright© 2010 Todos os direitos reservados à Editora Mensagem para Todos Desenvolvido por: souto e web managers